Métricas de Recrutamento e Seleção

  Em todas as áreas é necessário a definição de métricas para saber se suas ações estão tendo resultados positivos para a organização. Métricas servem para medir o desempenho das suas estratégias e precisam ser definidas antes de qualquer ação.   Mas no recrutamento e seleção quais são as métricas a serem medidas?   Ao … Continue lendo "Métricas de Recrutamento e Seleção"

 

Em todas as áreas é necessário a definição de métricas para saber se suas ações estão tendo resultados positivos para a organização. Métricas servem para medir o desempenho das suas estratégias e precisam ser definidas antes de qualquer ação.

 

Mas no recrutamento e seleção quais são as métricas a serem medidas?

 

Ao analisar as métricas do seu processo de recrutamento, você conseguirá analisar vários aspectos fundamentais como velocidade de contratação, os custos e se estão realizando contratações assertivas.

 

Todos esses indicadores de desempenho vão ajudar os recrutadores a otimizar os processos seletivos, a fim de melhorar ele em um todo, afinal, é ao observar as causas que encontramos a solução.

 

O importante é ter em mente que a análise dessas métricas sempre vai ser um trabalho contínuo. Elas sempre devem ser monitoradas para se, por acaso, novos problemas surgirem.

 

Métricas de recrutamento e seleção

 

 

  • Tempo de contratação

 

 

O tempo de contratação é todo o tempo que demorou para alguém ser contratado, ou seja, desde o dia da publicação da vaga até o primeiro dia do novo colaborador.

 

Dependendo do segmento onde sua empresa está inserida, é normal que esse processo de contratação seja mais longo, por exigir testes diferenciados ou exigências específicas.

 

Essa métrica é importante, pois quanto mais rápido o profissional for contratado, melhor sempre para o desempenho de toda a equipe, já que não terão que ficar muito tempo acumulando funções e, talvez, até fazendo hora extra.

 

Há um bom cálculo para saber como anda o tempo de contratação:

 

Tempo gasto para preencher as vagas/número de vagas = tempo de contratação

 

Se o tempo for considerado muito alto, é preciso rever todo o processo de recrutamento e o porquê está demorando.

 

 

  • Custo de contratação

 

 

O custo sempre tem que ser avaliado também. Importante saber que o tempo de contratação reflete nos custos, pois quanto maior o tempo maior será a mão de obra para o processo seletivo, tomando tempo dos colaboradores, pois terão muita demanda.

Saiba que se a rotatividade de colaboradores da sua empresa for alta, o seu custo aumentará, pois precisará realizar integrações entre novos e antigos colaboradores e treinamentos para capacitação.

 

O custo é basicamente o que foi investido no recrutamento dividido pelo número de pessoas contratadas. E o que foi investido no processo de recrutamento? Considere tudo, desde:

 

  • Publicidade paga para divulgação da vaga.
  • Portais de vagas
  • Software de recrutamento
  • Redes sociais para anúncio das vagas
  • Tempo dos recrutadores ao entrevistar os candidatos
  • Treinamento dos novos colaboradores

 

O software de recrutamento e seleção pode reduzir custos, como headhunters e agências de emprego, pois você já terá um grande banco de talentos.

 

 

  • Taxa de turnover

 

 

Sempre importante prestar atenção na taxa de turnover da empresa. Se a rotatividade de colaboradores estiver muito alta, significa que você não está realizando contratações assertivas e o profissional não está alinhado com os objetivos da empresa.

 

Por isso, a taxa de turnover e a retenção são ótimos indicadores também para medir o engajamento dos colaboradores. Se a contratação foi recente e o indivíduo já saiu da empresa, reveja todo o seu processo e analise o que está errado.

 

Agora, se a saída foi depois de um tempo de contratado, veja como anda o engajamento dos seus colaboradores e proponha ações para melhoria do ambiente do trabalho.

 

O turnover é uma métrica muito importante, pois ela aumenta muitos os custos das empresa, já que tem que lidar com os encargos trabalhistas, o investimento em admissões, os treinamentos e integrações dos recém-contratados

 

 

  • Funil de contratação

 

 

Já falei sobre o funil de contratação neste artigo aqui. O funil é outra métrica muito importante para a área de recrutamento e seleção, pois ele compreende todas as fases do processo.

 

Para analisá-lo, é preciso mensurar a taxa de conversão em cada etapa do funil. O funil de contratação possui as seguintes etapas:

  • candidatos no processo
  • candidatos qualificados
  • candidatos finalistas
  • candidatos contratados

 

Mensurando todas as etapas do processo até a contratação, quanto foi o tempo de cada etapa e o tempo do processo todo, você conseguirá analisar a eficácia do processo.

 

Com o funil é possível mapear todas as etapas do processo seletivo, tendo mais informações e preparando-se melhor para quando começar.

 

 

  • Processos concluídos no prazo

 

 

Já falamos sobre o tempo de contratação e sobre o funil. Ao mapear o funil de contratação, você poderá ter uma ideia de quanto tempo levará o seu processo seletivo.

 

Assim, mapeando o processo seletivo e o tempo médio para realizá-lo, convém mensurar quantos realmente foram concluídos dentro do prazo. Se você tiver muitos processos que ultrapassaram a data limite, problemas poderão surgir.

 

Com o atraso no processo você estará desperdiçando tempo, dinheiro e recursos humanos. Mas também pode estar relacionado a falta de profissionais no mercado. Assim, para saber qual foi a porcentagem de processos atrasados, use a seguinte fórmula:

 

(Processos atrasados/total de vagas) x 100 = Percentual de atrasos

 

Um software de recrutamento e seleção pode ajudar muito na tarefa de analisar essas métricas. Ele já vem com relatórios gerenciais que mostram todo o desempenho do processo seletivo.