Employee Experience: melhore a experiência do seu colaborador.

Employee Experience quer dizer experiência do colaborador. Saiba o porquê é tão importante adotar essas estratégias e os benefícios que você terá.

Atualmente, quando falamos em marketing, vendas e tudo que envolva o consumidor final colocamos em evidência a experiência do usuário, ou seja, proporcionar uma experiência agradável ao consumidor, seja em um ambiente físico ou online. Na área de recursos humanos, esse termo também existe só que voltado para o colaborador com o nome de employee experience ou experiência do empregado.

 

Ao longo dos anos, as empresas sempre pensaram na experiência do consumidor e acabaram esquecendo da experiência dos próprios colaboradores. O que acontece é que agora o termo Employee Experience está em alta. Mas por que?

 

Na verdade, é que o mundo mudou. As pessoas estão valorizando muito mais as relações humanas e as boas experiências. E Employee Experience é exatamente isso, são ações utilizadas para proporcionar e garantir as boas relações e o bem estar da equipe no ambiente de trabalho.

 

Assim, quanto mais felizes estão em trabalhar em determinado lugar, maior é o valor do capital humano e o desempenho dos colaboradores. Então, são objetivos comuns das organizações atrair e reter mais candidatos que possuam fit cultural com a empresa, melhorando assim, a cultura organizacional como um todo.

 

Assim como o Employer Branding é desenvolver a marca empregadora da empresa a fim de atrair mais talentos, Employee Experience são uma série de ações que visam criar um ambiente de trabalho que entregue um diferencial para os colaboradores, o que irá ajudar também na retenção dos mesmos.

 

Com isso, o impacto na rotatividade dos colaboradores diminui, a taxa de turnover também e, consequentemente, os custos.

 

Outros fatores que têm influenciado no surgimento da Employee Experience são: acirrada guerras de talentos, surgimento de novas tecnologias e novos formatos de trabalho. A tecnologia permitiu o surgimento de novas carreiras e a possibilidade de trabalhar de casa, ou seja, os escritórios começaram a ficar mais vazios.

 

Tudo isso contribuiu para pensar mais na experiência do colaborador, já que a rotatividade entre equipes está cada vez maior, o que acaba por prejudicar o trabalho e a produtividade da empresa.

 

A verdadeira Employee Experience

 

Muitas empresas acham que para melhorar a experiência do colaborador é só dar mais alguns benefícios como vale academia, comidas especiais, vale cultura. Tudo isso é muito bom, mas está relacionado ao ambiente fora do trabalho diário.

 

Employee Experience deve focar no ambiente real de trabalho, no ambiente interno. Essa estratégia realmente consiste em adotar o ambiente de trabalho como uma experiência.

 

Experiência essa que começa desde o primeiro dia de trabalho até o dia em que o colaborador for embora, ou seja, envolve toda a jornada do colaborador dentro da empresa.

 

Como melhorar a Employee Experience

 

Employee experience

 

Para conseguir criar essa experiência pense em como juntando experiências físicas, emocionais, intelectuais, virtuais, você vai conseguir engajar, inspirar e desenvolver mais os seus colaboradores.

 

Para começar, é preciso conhecer bem todos os membros que fazem parte da sua equipe. Saber das suas necessidades e conhecer seus gostos e anseios é fundamental para conseguir criar estratégias que os façam  ter uma boa experiência.

 

Claro que se você perguntar para diferentes pessoas como ela vê o clima organizacional da empresa e como seria um ambiente de trabalho agradável, você terá várias respostas diferentes já que cada indivíduo possui uma motivação diferente.

 

Para conseguir diagnosticar a satisfação dos colaboradores, a melhor maneira é fazer uma pesquisa de clima organizacional e, ao analisar as respostas, identificar os principais fatores que afetam o ambiente de trabalho, sejam eles positivos ou negativos.

 

Ao identificar esses fatores, é hora de pensar em estratégias que se aproximem das respostas positivas e que possam reverter as respostas negativas.

 

Como eu mencionei a pouco, cada indivíduo possui uma motivação diferente e, por isso, possuem visões diferentes a respeito do ambiente de trabalho, das pessoas, da cultura, dos processos, da infraestrutura, ferramentas de trabalho.

 

Para criar um employee experience que seja bom para todos, é necessário observar essas diferenças e entender de que jeito cada perspectiva influencia de maneira positiva o desempenho de todos.

 

Ao fazer toda essa pesquisa, não pensem em criar ações para os colaboradores, mas sim, com eles. A experiência do colaborador nada mais é do que conseguir dar “match” entre o que os colaboradores necessitam e esperam da empresa.

 

Alinhamento customer experience e employee experience

 

Employee Experience

Outro fator importante é o alinhamento dos processos da empresa. A tecnologia não para de avançar e várias empresas já oferecem serviços personalizados para os clientes, como automação ou machine learning.

 

Assim como os consumidores querem interfaces intuitivas e de fácil usabilidade, querem processos simplificados e ágeis e querem interagir com pessoas que agregam e respeitam; os colaboradores querem exatamente a mesma coisa.

 

Então, se a sua empresa já oferece esse tipo de serviço para os clientes, comece a oferecer também para os colaboradores. Assim, eles também sentirão os benefícios da empresa e falarão para outras pessoas, passando adiante a informação e promovendo sua marca.

 

Como eu falei no começo do texto, hoje, com essa variedade de carreiras que podem ser seguidas, as pessoas começam a observar e optar por outros valores além do salário, elas querem saber mais da possibilidade de crescimento na empresa, de treinamentos oferecidos e nas habilidades adquiridas.

 

Elas querem ter desafios no dia a dia para que possam crescer tanto profissionalmente quanto pessoalmente, querem flexibilidade e autonomia. Por isso, incentive seus colaboradores a terem mais responsabilidades e a desenvolverem habilidade, dando-lhes feedbacks que possam agregá-los.

 

Pense também em tudo o que faz parte do dia a dia do colaborador. Com tudo que ele interage (pessoas, processos, atividades, ferramentas de trabalho, políticas internas, infraestrutura). É igual pensar na jornada do consumidor só que voltado para o colaborador.

 

Pense em tudo o que eu acabei de falar e se pergunte: Como é o seu dia a dia? Quais são as experiências dos colaboradores com as ferramentas que a empresa oferece? Quais são suas responsabilidades? Quais suas barreiras? Como melhorar os processos?

 

Lembre-se: criar uma melhor experiência com eles e não só para eles.

 

Assim, quanto mais o seu employee experience melhorar, mais seu Employer Brand será desenvolvido e passado para frente. No final, todos saem ganhando.

 

Impacto da Employee Experience

 

Impacto no engajamento, cultura e desempenho.

 

Uma coisa leva a outra. Se as estratégias de Employee Experience foram criadas com os colaboradores, ouvindo-os e entendendo-os, eles ficarão muito mais engajados com a empresa.

 

O que leva a melhorar a sua cultura organizacional, pois todos estarão pensando, sentindo e agindo felizes, criando uma nova cultura com pessoas mais felizes, engajadas e com novos comportamentos.

 

Tudo isso leva a um melhor desempenho de toda a equipe, melhorando a performance e os resultados de toda a empresa.

 

Quer saber um pouco mais? Fique atento ao nosso próximo artigo, pois falarei um pouco mais sobre esse assunto focando no engajamento do colaborador ou Employee Engajament.