Funil de Recrutamento: atraia os talentos no momento certo.

Veja como utilizar o Funil de Recrutamento na sua estratégia de aquisição de talentos, atraindo os candidatos ideais para o seu processo seletivo, oferecendo conteúdo de qualidade.

Quem acompanha nosso Blog já percebeu que muitos conceitos de Marketing podem ser usados na área de Recrutamento e Seleção. Nesse artigo, vamos falar sobre outro assunto proveniente do Marketing, que direcionando para a área de RH, tem o nome de Funil de Recrutamento.

 

O Funil de Recrutamento foi constituído com base no conceito do Funil de Marketing e Vendas, que é usado para mapear o caminho do lead até chegar na compra final.

 

No recrutamento, o funil irá fazer a mesma análise, só que voltado para os indivíduos que possuem interesse em trabalhar na sua empresa. Ele irá analisar todas as etapas que o candidato passar, desde a aplicação na vaga até aceitar a oferta.

 

Assim, é possível ver quantos candidatos estiveram presentes em cada etapa, quanto demorou para passar para outra fase do processo seletivo, quantas pessoas foram necessárias se candidatarem para a realização da contratação, entre outros fatores.

 

Entendendo o Funil de Recrutamento

 

     Funil de Recrutamento                        

 

Conforme for o processo seletivo da sua empresa, o funil pode conter mais ou menos etapas.

 

Considere a primeira etapa como o número de visitantes na sua página de carreiras. É importante analisar quantas pessoas visitam e quantas de fato se candidatam para alguma vaga.

 

Se o número de acessos for muito grande e o número de candidatos baixos, sua página de carreiras pode estar com algum problema, como dificuldade de preenchimento ou com o layout não muito atrativo.

 

Ao analisar quantos acessos a página teve e quanto se aplicaram à vaga, você saberá quantas pessoas precisou atrair para a sua página de carreiras (igual a atrair um lead), atingindo os diferentes percentuais de conversão em cada etapa do processo.

 

Uma ferramenta que pode ajudar os recrutadores a analisar melhor o funil é o uso de um software de recrutamento e seleção, pois eles disponibilizam mais rapidamente informações importantes como quantas pessoas estão passando pelo seu processo seletivo e quantas estão ficando para trás, ou seja, ele servirá para medir o seu pipeline de recrutamento e seleção.

 

Observando o seu pipeline e montando o seu funil de recrutamento, ficará claro qual a taxa de conversão para cada etapa do funil.

 

Etapas do Funil de Recrutamento

 

Funil de Recrutamento

 

No Marketing, o Funil de Vendas serve, entre outras coisas, para o profissional poder direcionar corretamente o conteúdo para quem ele deseja atingir.

 

Ele faz isso através do Inbound Marketing, que é a geração de conteúdo para cada etapa do funil. Cada etapa possui conteúdos diferentes e que são direcionados para várias pessoas conforme a necessidade de cada uma naquele momento.

 

Ou seja, um conteúdo de topo de funil não será atrativo para quem já está no fundo do funil e vice-versa. No Funil de Recrutamento é a mesma coisa, é preciso saber que tipo de conteúdo gerar para quem acabou de visitar o seu site e para quem já está participando de algum processo seletivo.

 

Então, antes de analisar etapa por etapa, pense em quais conteúdos serão atrativos para quem estiver apenas visitando sua página de carreiras, para quem já se candidatou, para quem já está fazendo entrevistas e para quem acabou de ser contratado.

 

Topo de Funil - Visitantes na Página de Carreiras

 

Funil de Recrutamento

Nessa etapa você pode analisar dois aspectos. O primeiro é se o número de acessos da página está baixo. Se a resposta for sim, o problema é o caminho até ela.

 

Faça uma análise para ver se você está promovendo suas vagas nos canais certos, se o público que você quer atingir realmente usam bastante esses canais. Veja também se no seu próprio site é fácil de achar o caminho para a sua página de carreiras.

 

Outro fator que pode influenciar no número de acessos da sua página é que sua empresa pode não ser muito conhecida, logo, será necessário desenvolver o branding do seu negócio.

 

Antes de se candidatarem, os candidatos costumam buscar informações sobre a empresa, sobre sua cultura, sobre seus valores e oportunidades de crescimento. Por isso, trabalhe sua marca empregadora para quando procurarem, os candidatos possam achar todas as informações necessárias que irão despertar o seu desejo de se aplicar na vaga.

 

Uma boa técnica para desenvolver sua marca empregadora é fazer o uso de Storytelling, pois gera identificação e mais engajamento. Assim, comunicando-se de forma eficiente com seus candidatos, você conseguirá atrair os talentos ideais.

 

Aproveite para, com o seu software de recrutamento e seleção, observar quais canais são suas melhores fontes de candidatos e invista nelas.

 

O segundo aspecto a ser considerado é o número de candidatos que estão se aplicando para suas oportunidades em aberto.

 

Com o funil de recrutamento é possível observar qual sua taxa de conversão, ou seja, de quantas pessoas visitaram seu site, quantas realmente gostaram e se candidataram. Se a taxa for menor que 15%, é hora de prestar mais atenção.

 

Temos um problema, pois agora não é o caminho até chegar a sua página de carreiras que está errado, mas o conteúdo da página. As pessoas chegam até você, mas não se interessam em se candidatar à vaga. O que pode estar acontecendo?

 

Pense no perfil que você está buscando para a vaga e veja se o job description está bem redigido.  Olhe se a sua propostas de valor (EVP) está conseguindo atingir claramente os seus candidatos.

 

Já que os candidatos procuram informações da empresa antes de se candidatarem, coloque algumas que possam ser interessantes na sua página de carreiras.

 

Fale sobre as oportunidades de crescimento, de como é o ambiente de trabalho, benefícios, depoimentos de colaboradores, história da empresa. Tudo isso certamente vai chamar a atenção de quem acessar a página.

 

Meio do Funil - Candidatos

 

Nessa próxima etapa do Funil de Recrutamento é preciso analisar quais foram os candidatos qualificados que aplicaram para a vaga, ou seja, de todos os currículos recebidos, qual o percentual de conversão de candidatos que realmente cumprem os pré-requisitos da vaga.

 

Novamente analise os números de conversão. Se ele for muito baixo, experimente rever mais uma vez o conteúdo do job description, já que teve bastante candidatura, mas de poucos profissionais qualificados.

 

Veja se está clara as suas exigências ou se você está exigindo demais. Faça uma reformulação do conteúdo.

 

Se a taxa de conversão for média, você estará no caminho certo. É só continuar alimentando sua página de carreiras com conteúdo relevante e que chame a atenção do candidato.

 

Meio do Funil - Entrevistas

 

Na hora das entrevistas, testes, dinâmicas (depende como é o seu processo seletivo) é que chega a hora de encantar o candidato pré-selecionado e medir seu nível de engajamento.

 

Ele já leu sobre a história da empresa e sobre os depoimentos dos colaboradores, agora na hora da entrevista é preciso mostrar que tudo o que ele leu é verdade.

 

Faça uso de jogos interativo, como gamificação, para engajar mais os candidatos e descobrir se eles possuem fit cultural, observando se o candidato compartilha dos mesmos valores que a empresa.

 

Nas entrevistas individuais é a hora de conhecer melhor o candidato e observar se ele está engajado e com vontade de trabalhar na sua organização.

 

Fundo do Funil - Hora da contratação

 

Depois de passar por todas as etapas, é hora da contratação. Nessa etapa, ofereça mais alguns conteúdos que fará com que seja impossível o candidato recusar a oferta.

 

Mostre notícias sobre a sua empresa que saíram na mídia, mostre o quanto ela cresceu e a trajetória de alguns colaboradores. Lembre-se que mesmo depois de contratado, é necessário sempre disponibilizar conteúdos e realizar ações para manter o colaborador engajado.

 

Depois de analisar etapa por etapa e já falar de alguns benefícios que fazem o Funil de Recrutamento ser ótimo para a atração de talentos e para análise de métricas, veja mais algumas vantagens em usar o funil para te auxiliar nos processos seletivos.

 

Benefícios do Funil de Recrutamento

 

É possível analisar alguns números para otimizar o seu processo seletivo, como:

 

  • Quantos candidatos estavam presentes em cada etapa do processo
  • Taxa de conversão de etapa por etapa
  • Qual etapa reprovou mais pessoas
  • Em qual etapa teve mais desistência dos candidatos
  • Qual etapa teve mais engajamento

 

Além de você conseguir todas essas informações, utilizando-se do funil de recrutamento, também será possível tornar o processo seletivo mais visual, ou seja, você conseguirá ver os gargalos mais facilmente, resolvendo rapidamente os problemas.

 

Com as métricas, além do que mencionei hà pouco, você conseguirá saber qual é a duração média de cada etapa ou se todas as etapas são necessárias. Por exemplo, se sua taxa de conversão do teste técnico para a etapa da entrevista for muito grande, talvez o teste não esteja realmente filtrando os melhores candidatos.

 

Então agora é só botar em prática o Funil de Recrutamento nos seus processos de recrutamento e seleção e conseguir atingir mais talentos, realizando contratações de qualidade.