O caminho das pedras para achar o candidato ideal

Pare de ter rotatividade na sua equipe e de ter que fazer vários processos seletivos. Siga esses passos e encontre o candidato perfeito.

Um dos problemas de grandes empresas são contratações erradas e grande rotatividade da equipe. Já falamos em outro artigo sobre o custo de se realizar diversos processos seletivos, além de treinamentos, avaliações de desempenho e ações para melhorar o engajamento da equipe. Então, fazemos a pergunta que não quer calar: O que é realmente importante em um candidato ideal?

O que é necessário observar? Quais são as perguntas certas a fazer? Como saber que aquele candidato terá fit com a empresa?

São perguntas que parecem óbvias, mas na verdade não são. Primeiramente, uma das coisas mais importantes é saber o que o candidato deseja e se a sua empresa vai conseguir atendê-lo. 

 

 

  • O que é necessário observar?

 

 

Em primeiro lugar, é muito importante para o recrutador ir bem preparado para a entrevista. Quando digo preparado, quero dizer que tem que ter estudado o currículo do candidato anteriormente, anotado as dúvidas e questões que achar pertinente e fazer uma rápida busca pelas redes sociais para olhar comportamentos e atitudes que achar importante e que tenha a ver com a vaga a ser disputada.

Para saber quais são as principais habilidades necessárias e tarefas que ele terá no dia-a-dia, estude também o cargo a ser ocupado e como precisa ser o perfil daquele profissional. Assim, saberá exatamente o que precisará observar na hora da entrevista com o candidato.

Em aspectos do bom desempenho do candidato, saiba se ele precisa ter raciocínio lógico, se precisa ter boa escrita, ser criativo, habilidade de comunicação, metódico. Em aspectos comportamentais saiba quais são os comportamentos fundamentais para aquela função.

Por exemplo, se for na área de atendimento, o profissional precisa ter boa comunicação verbal e escrita, ter espírito de liderança, saber ouvir, bom relacionamento, ser persuasivo.

Se for em uma área técnica, são imprescindíveis saber lidar com prazo, trabalhar sobre pressão, organização, focado em resultados, boa capacidade de analisar.

Atualmente, boa parte dos profissionais de recrutamento e seleção já observam mais o aspecto comportamental do candidato e o seu desempenho na hora da entrevista. O motivo é porque é mais difícil mudar aspectos comportamentais do que alguma habilidade técnica, como o uso de uma determinada ferramenta, por exemplo.

 

 

  • Quais as perguntas certas a fazer?

 

 

Sempre tem aquela quebrada de gelo no começo da entrevista, então uma dica para os recrutadores é começar sempre por perguntas mais leves e que levem a uma aproximação do candidato.

Depois prossiga para as perguntas técnicas, ou seja, o que consta no CV, como experiências profissionais anteriores, cursos feitos, ferramentas que sabe usar.

Em questão de comportamento, pense no cargo a ser ocupado e quais seriam os comportamentos ideais e comece a perguntar o que ele faria em determinada situação, como foi trabalhar em um projeto grande e por ai vai.

Ainda na fase de observar o comportamento do candidato, comece a fazer perguntas um pouco mais pessoais, mas sempre com cuidado para não parecer invasivo. Assim será possível observar qual é o jeito dele fora da área de trabalho e, com o candidato um pouco mais descontraído, é possível perceber se a pessoa é mais aberta ou fechada, criativa ou técnica, se é melhor para trabalhar em grupo ou sozinho.

Observe se o candidato não foi contraditório em algum momento ou omitiu algo. Respostas genéricas ou argumentos mal formulados pode indicar que ele não foi bem preparado para a entrevista ou que somente disse alguma coisa naquela hora, mas sua atitude seria outra.

Depois de todas as perguntas, é hora de saber se ele tem fit cultural com a empresa e seus valores.

 

 

  • Como saber que aquele candidato terá fit com a empresa?

fit com a empresa

 

Na hora daquelas perguntas, tanto técnicas quanto as comportamentais, o melhor a ser observado para saber se ele tem fit com a empresa é focar no seu modo de ser, agir e pensar.

Perguntas que o estimulem a fazer uma reflexão e falar uma opinião são perfeitas se o seu jeito de agir e pensar são compatíveis com os valores, visão e missão da empresa.

Depois da entrevista, pegue todas as suas anotações e faça uma análise séria sobre o candidato. Relembre respostas e percepções ao longo da conversa.

Seguindo todos esses passos na hora da entrevista, com certeza você terá uma contratação satisfatória e terá um novo talento na sua empresa.

Falamos aqui sobre atitudes a serem tomadas antes, durante e depois da entrevista, como estudar bem o currículos, perguntas sobre habilidades e competências e sobre fit cultural.

Mas se quiser outras dicas para fazer uma contratação certeira, acesse o nosso Checklist: 5 passos para contratar o talento ideal e conheça outras dicas para aumentar sua chance de ter uma contratação assertiva sem precisar ficar realizando vários processos seletivos.